Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

sábado, 17 de setembro de 2011

Cristianismo X Ecologia: Porque tem que ser assim?

Com certeza não deve ser só eu que percebo isso, mas parece que existe em nossos dias um estranho antagonismo entre cristianismo e ecologia. No geral é mais ou menos assim que funciona: Se você diz que é um ambientalista, as pessoas presumem que você vote em partidos de esquerda, adote uma religião da nova era ou seja ateu, seja a favor da legalização do aborto e da maconha, acham que você deve aceitar o homossexualismo como a coisa mais normal do mundo, entre outras coisas. Da mesma forma, crentes mais conservadores irão torcer o nariz se eu disser que me preocupo como meio ambiente e com o futuro deste planeta.

É claro que existem exceções visto que podem haver dezenas de pontos de vista de uma mesma ideologia, mas no geral é exatamente assim que tem sido. Nós cristãos cremos que Deus é o criador dos céus e da terra, que cada ser vivo existente neste planeta, do menor ao maior, do mais simples ao mais complexo, tudo é obra de Suas mãos! Então porque relutamos tanto em proteger a criação da ação destrutiva do homem?? E isso é tão visível que, em 1967, um historiador científico chamado Lynm White publicou um documento em que acusava amplamente as raízes judaico-cristã de nossa sociedade ocidental pela crise ecológica.
Vou deixar de lado as muitas variáveis existentes neste tema e concentrar meu comentário em apenas uma questão: Porque tantas pessoas pensam que cristianismo e ecologia não podem andar juntos???
Bem, eu tenho as minhas teses...

Acho que o afastamento das questões ambientais começou primeiramente como uma forma de se diferenciar das religiões pagãs que adoram os elementos da natureza como fazem os adeptos da wicca e do animismo. Isso é tão evidente que os adeptos das religiões neo-pagãs da Nova Era adotaram a crença na “teoria Gaia”, a qual afirma que a terra é um gigantesco organismo vivo que controla seus habitantes. Talvez temendo uma possível adoração a “mãe-terra”, os cristãos conservadores não mais se preocuparam em cuidar da criação. Sem dúvida nenhuma a Nova Era é um movimento satânico, mas chegar a dizer que cristãos ambientalistas são hereges e algo totalmente insensato. Outra coisa interessante de ver é que muitos confundem a ordem de “domínio” dado por Deus ao homem (Genesis) com destruição. E isso é péssimo, pois da para concluir que a indiferença e o descaso vem por causa de uma interpretação errônea das Escrituras.

Esse paradigma é falso e precisa ser rompido! Como aceitar calado e não se indignar com a destruição da floresta amazônica (repleta de plantas que são potenciais fontes de cura para inúmeras enfermidades) e de outros biomas terrestres, a matança aos golfinhos no Japão, a caça as baleias, a poluição do ar, a contaminação do solo e da água por radioatividade, entre inúmeras outras formas de agressão ao planeta. Será que Deus realmente não se importa com a devastação causada pela humanidade. Acho este trecho bíblico revelador:
E o sétimo anjo tocou a sua trombeta, e houve no céu grandes vozes, que diziam: Os reinos do mundo vieram a ser de nosso Senhor e do seu Cristo, e ele reinará para todo o sempre. (...)
E iraram-se as nações, e veio a tua ira, e o tempo dos mortos, para que sejam julgados, e o tempo de dares o galardão aos profetas, teus servos, e aos santos, e aos que temem o teu nome, a pequenos e a grandes, e o tempo de destruíres os que destroem a terra. (Apocalipse 11:15 e 18)

A destruição da natureza é causada essencialmente pela ganância e pela cobiça humana, sim sim eu sei que há outros motivos como o crescimento populacional desordenado e a ignorância das pessoas por exemplo; Mas uma vez que estes sentimentos não devem fazer parte dos verdadeiros seguidores de Cristo, estes deveriam ser vozes proféticas contra a devastação ambiental de nossos dias.

Apesar de tudo, essa visão parece ter mudado um pouco com a figura da senadora Marina Silva. Evangélica por conversão, Marina é conhecida internacionalmente por ser uma ativa defensora da causa ambiental e pela divulgação do chamado desenvolvimento sustentável. Eu particularmente entendi, gostei e acreditei nesta proposta e, apesar dela ser oriunda do PT (nem tudo é perfeito), votei nela na última eleição. Muita gente também acreditou, infelizmente não foi o suficiente para elegê-la. Aliás, isso também se deve, em grande parte, ao preconceito que abordei aqui, Muitos evangélicos não votaram nela por ela ser “verde” e esquerdistas não votaram por ser “crente”. Uma pena!

Eu pessoalmente sou pessimista em relação a uma mudança na forma do povo pensar, são anos e anos de costume com esses conceitos, e ainda a muitos filósofos e intelectuais que o sustentam. Independente disso, eu continuarei sendo cristão, conservador e ambientalista. Sim, ambientalista!

2 comentários:

Paulo Cheng disse...

Koiote, excelente tema esse seu, não é à toa que os cristãos, sempre foram taxados de alienados, gente que não se inteira com os acontecimentos da sociedade e coisas assim. Os crentes, com a premissa de que não fazem parte "desse mundo", transferem a culpa de questões sociais e ambientais para os "impíos" e para o "diabo", ou seja, se Cristo vem buscar a sua Igreja a qualquer momento, por que se importar mais com esse mundo? Um erro tremendo e uma omissão no qual Deus não perdoa.

Abração pra ti.

Alexandre Pitante disse...

Paz do Senhor,

Parabéns, pelo seu trabalho neste blog. Que Deus em Cristo Jesus continue lhe abençoando poderosamente.

Estou seguindo o vosso blog.

Aproveito pra lhe convidar a visitar meu blog também. Avivamento pela Palavra é um blog voltado aos amantes da Bíblia sagrada como Verdade Absoluta e que só através Dela seremos mais crentes e mais cheios do Espirito Santo. Comente, pois seus comentários são muito importante para mim poder estar sempre em melhorias no meu blog.

http://www.alexandrepitante.com/

Siga-nos também.

Fica com Deus.
Abraço em Cristo, Alexandre Pitante.

Template - Dicas para Blogs