Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

terça-feira, 24 de agosto de 2010

Autocombustão humana

Este é provavelmente um dos fenômenos mais estranhos e inexplicáveis que estão supostamente relacionados com a fisiologia humana. Para começar, autocombustão humana não tem nada a ver com alguém com seios fartos, eheheh.

Também chamada combustão humana espontânea (CHE), é o processo no qual o corpo arde em chamas de dentro para fora como resultado de alguma ação química interna e ainda desconhecida do organismo. Apesar de existirem inúmeros relatos de pessoas vivas e cadáveres que entraram em ignição espontaneamente, a comunidade científica carece de provas concretas de que este fenômeno realmente aconteça, e não é pra menos já que grande parte destas histórias estão documentadas apenas em livros e revistas de ‘mistérios’ de pouca ou nenhuma confiabilidade.
Parte deste ceticismo se sustenta no conhecimento que temos de nossa própria fisiologia, pois como todos sabem, somos compostos basicamente por ÁGUA; Para o fogo arder é necessário no mínimo 90 Cº de temperatura enquanto nosso corpo, quando vivo, não passa de 40 Cº, entre outras coisas. É bem verdade que também temos matéria com baixo ponto de ignição em nossa estrutura como tecido gorduroso e gás metano, mesmo assim a possibilidade de acontecer uma combustão espontânea a partir da nossa gordura e remotíssima!

Contudo, também há vários relatórios policiais confiáveis registrando casos de CHE. Como por exemplo, o caso de Ginette Kazmierczack. Na madrugada de 12 de maio de 1977, um de seus visinhos foi acordado num sobressalto e percebeu que o quarto de Kazmierczack estava repleto de fumaça. Ele chamou os bombeiros que chegaram rapidamente ao local e encontraram o corpo desta senhora deitado no chão com as pernas e o braço direito intactos, enquanto a cabeça, o tronco e o abdômen tinham virado cinzas. Estranhamente, apenas o piso abaixo da vítima foi queimado. As paredes e o piso estavam manchados de fuligem, mas nada mais foi queimado em seu apartamento, que estava com os aquecedores, fogão desligados. Nas investigações, não ficaram evidentes indícios de crime, acidente ou suicídio.
Há também um caso na Flórida. Mary Reeser de 67 anos moradora da cidade de St. Petersburg transformou-se rapidamente em uma coluna de fogo na noite de 1º de 1951. Poucos estragos foram vistos a sua volta, mas a poltrona que estava sentada ficou queimada até as molas e havia marcas das chamas no teto logo acima de onde foi encontrada.
Mas o que mais impressiona nestes casos, e em muitos outros, é a altíssima temperatura que precisou ser atingida para tais corpos ficarem no estado em que foram encontrados, algo em torno de 2000 Cº!!! Uma cremação típica exige alto grau de calor por um tempo consideravelmente longo. Logo, tudo isso é mesmo de desafiar o bom senso de qualquer pessoa!
Então, apesar de todas as especulações, acredito que este é o tipo de coisa que ainda vai continuar sem explicação por um bom tempo.

1 comentários:

ERS disse...

Achei interessante essa matéria da auto combustão (não que as outras matérias não sejam), mas identifiquei com uma das cartas do jogo Illuminati INWO: Combustão espontânea.
Muito interessante!

Template - Dicas para Blogs