Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

sábado, 11 de julho de 2015

A oração Ana Bekoach

Ana Bekoach é uma antiga prece hebraica considerada por muitos como a mais poderosa oração cabalística do universo. Ana Bekoach é formada por 7 versos, cada um composto por 6 palavras sendo que a última linha (a oitava) não é contada, pois é uma exclamação de louvor ao Deus altíssimo. O poema soma 42 palavras e a letra inicial de cada uma destas palavras forma um dos nomes de Deus. Certo rabino chamado Judah afirmou que o nome de Deus de 42 letras é confiado somente para aqueles que são devotos, humildes e que, durante seus dias, não se irritam, não se embriagam e não são teimosos. E a pessoa que tem o conhecimento nunca usa esse nome levianamente e é herdeira de dois mundos: Deste e do vindouro.

Cada verso desta oração leva a uma meditação específica como vemos:
1º verso (Chesed) – Conexão com o amor incondicional. Medita-se no sentido de desmaterializar as ilusões, remover todas influências do materialismo e nos conectar com a “árvore da vida”.
2º verso (Gvurah) – É uma meditação para cortar o oponente que existe dentro de nós, ou seja, nossos impulsos carnais e nosso conhecido egoísmo. Também para combater os pensamentos negativos e fechar todas as portas para Satanás.
3º verso (Tiferet) – A terceira linha da prece é dividida em duas partes: As três primeiras letras dão a força para recebermos nosso sustento e prosperidade (ter mais para compartilhar mais). As três últimas letras são uma meditação para trazer cura e rejuvenescimento para o físico, para o intelectual e para todas as demais áreas da nossa vida; além de eliminar o ódio e a separação.
4º verso (Netzach) – É uma meditação para obter perseverança para continuarmos nosso caminho nessa terra mesmo perante todas as adversidades.
5º verso (Hod) – Nos conecta ao poder da profecia. Não apenas para receber, mas também para entender as coisas e saber como transmitir a palavra certa, na hora certa e para a pessoa certa.
6º verso (Yesod) – É uma meditação para que a espiritualidade se espalhe pelo mundo e para que as pessoas se tornem cada vez mais conscientes das forças dos mundos superiores.
7º verso (Malchut) – Trata de trazer a consciência da era messiânica para a humanidade. Meditamos também no sentido de ter alegria e entusiasmo incondicionais a ponto de contagiar os outros.
8º verso – “Baruch shem kevôd malchuto leolam vaed” (Bendito seja o Nome dAquele cujo glorioso Reino é Eterno!)

Abaixo, transcrevo a oração no idioma hebraico com a respectiva transliteração e tradução para o português:

אנא, בכח גדולת ימינך תתיר צרורה:
Aná bechoach g'dulat iemincha tatir tzerurah.
Nós te rogamos, pelo poder da Tua mão direita que desmanche as ataduras do cativeiro.

קבל רינת עמך, שגבנו, טהרנו, נורא:
Cabel rinat amecháa saguevenu taharenu norá.
Aceite os louvores do teu povo, exalta-nos e purifica-os. Purifica-nos Oh Temível!

נא גבור, דורשי ייחודך. כבבת שמרם:
Na guibor dorshê Yichudecha k'vavat shomrem.
Por favor, ó poderoso, protege como a menina dos Teus olhos, aqueles que defendem a Tua unidade.

ברכם, טהרם, רחמי צידקתך תמיד גמלם:
Barachem taharem Rachamei tzidktech tamid gomlem.
Abençoa-nos e purifica-nos, concede-nos sempre tua misericordiosa justiça.

חסין קדוש, ברב טובך נהל עדתך:
Chasin Kadosh, b'rov tuvcha nahel adatecha.
Tu és o mais alto e o mais santo! Governa a Tua congregação com abundância da Tua generosidade.

יחיד גאה, לעמך פנה, זוכרי קדושתך:
Yachid gueê, l'am'acha p'neh, zochrei K'dushatecha.
Tu és exaltado, Tu és único! Volta-te para o teu povo, os que lembram da Tua santidade.

שוועתנו קבל ושמע צעקתנו, יודע תעלומות:
Shavatenu cabel, ush'máa tza'akatenu, yodeha ta'alumot.
Aceita as nossas orações e ouve nossos clamores, Tu que conheces todos os mistérios.

ברוך שם כבוד מלכותו לעולם ועד:
Baruch shem kevôd malchuto leolam vaed.
Bendito seja o Nome dAquele cujo glorioso Reino é Eterno!

Pode parecer meio estranho um cristão, como eu, estar aqui falando sobre algo relacionado a Cabalá; mas basta ler esse poema para concluir que não há nenhuma heresia nele, muito pelo contrário!  Nestas linhas, existe uma linda e justa REVERÊNCIA Àquele que criou todas as coisas. É bem verdade que os místicos usam muito essa oração como se ela fosse uma fórmula mágica, assim como fazem com a oração do Pai nosso e com o Salmo 91, mas nem por isso deixamos de reconhecer a grandeza desses textos.

Obviamente, não recomendo meus leitores a buscar qualquer tipo de esoterismo, nem a tradição oral judaica. Mas vale a pena refletir nestes versos; e mais ainda: Apreciar ele cantado! Essas palavras ficam muito mais bonitas e cheias de vida quando são recitadas em forma de canção, como vemos no vídeo logo abaixo:


Espero que tenham gostado e que tenha servido de edificação. Fiquem na paz... Shalom!

0 comentários:

Template - Dicas para Blogs